Caminhos

Morando em Santo António dos Cavaleiros e cortando o cabelo em Sacavém em todas as ocasiões, há caminhos mais rápidos, mais curtos e menos sinuosos.
Hoje optei por um caminho mais sinuoso, talvez menos rápido mas com muito mais significado para mim.

Em criança percorri as ruas do Bairro das Areias (Apelação) até Frielas e mais além de bicicleta... Hoje fui pela estrada que outrora eu percorrera sobre duas rodas.

Frielas, agora tem uma loja sueca frequentada por toda a gente. Quantas foram as lembranças ao passar pelo cruzamento de Unhos, pelos quatro caminhos que davam para chegar rapidamente ao meu bairro, pela Quinta da Fonte que está espetacular com aqueles grafitis gigantes, atravessar a Apelação e passar o Sol Avesso... Cheguei ao Catujal e algumas das paragens dos autocarros são as mesmas de há 15/20 anos atrás. Passei pela Auto Motriz onde o meu pai comprou um carro em '91 e outro em '97 e cheguei a Sacavém.

Cortei o cabelo no barbeiro de sempre.

Voltei pelo mesmo caminho e revivi tudo novamente.


É bom recordar o passado de duas rodas passados mais de 15 anos.
Os caminhos estão lá, nós temos é de os percorrer.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Amigos de ocasião?! Não, obrigado!

Pés

Bolinhas de Berlim