Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2010

Deixa andar...

Muitas vezes sou apologista da política do "deixa andar".
Na vida, não são raras as ocasiões em que vamos deixando andar. Momentos em que ficamos à espera que alguém tome uma decisão por nós, nos diga o que temos que fazer ou actue no nosso lugar...

Olho ao meu redor, analiso e convenço-me de que ninguém pode tomar as nossas decisões ou agir por nós, e muito menos temos que seguir à letra o que nos dizem... É bom ter amigos e pedir opiniões nos momentos em que temos que decidir o que quer que seja, mas não devemos, nunca, deixar de pensar por nós. Somos donos do nosso destino, se é que ele existe, e ninguém tem o direito a interferir nele de modo a deixar-nos melindrados ou tristes.

Deixando andar podemos estar a impedir a felicidade de quem depende das nossas decisões, a causar angústia noutra pessoa, poderemos estar a comprometer o nosso tempo útil do futuro ou simplesmente a adiar o presente (óbvio).
Os momentos vão passando e Eu tenho vivido momentos que poderiam culminar em…

Passado revisitado

Às vezes sentimos que estamos a revisitar o passado
Sentimos que voltámos a reviver
Olhamos para trás e é tudo igual
Analisamos e sentimo-nos o pecado

Sinto que estou a ser revisitado
Sinto que o passado voltou
Olho e a história parece que tem de ser vivida
Sinto que a minha alma quer ser consumida

Tenho que me deixar ir
É que de um dia para o outro
Repassaste a fazer parte do meu dormir

Este sentimento que me invadiu
É o que eu quero saber explicar
Talvez isso aconteça no dia em que te beijar

Marco Faleiro