Infância feliz na companhia dos crustáceos

Escrever sobre a infância é algo que me dá um gozo extraordinário. É muito mais fácil quando escrevemos sobre algo que se passou connosco e sobre esses factos debruçamos o nosso olhar, e encaramos esses momentos com nostalgia, eu chamo-lhe saudade!
Hoje, creio que a actividade já foi abandonada mas a infância dos nascidos nas décadas de 70 e 80 (na qual me incluo) só foi tão feliz, não só pelos jogos rudimentares como também, pela excelência das actividades que decorriam todos os fins-de-semana de veraneio.
Eu, que cresci em Lisboa, costumava ir de barco até à Trafaria para depois ir para a Costa... Era uma estafa sempre que queríamos lá chegar. Levávamos a trouxa toda atrás...
Chegados à praia a actividade predilecta da malta era APANHAR CARANGUEJOS! Era uma festa! Era um festival de encher baldes de caranguejos para... absolutamente NADA!
Nunca percebi a ciência de o fazer, mas adorava ir para as rochas com o meu irmão e com o meu pai apanhar caranguejos...

Era uma cena parva, mas éramos felizes!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Amigos de ocasião?! Não, obrigado!

Pés

Bolinhas de Berlim