quinta-feira, fevereiro 21, 2008

O "efeito-Marco"

É aquilo a que eu chamo ser convencido (ponto).


Confesso que por vezes tenho a mania que sou engraçadinho (é um privilégio lerem isto, raramente o faço). Por entre tentativas de ser engraçado e dizer piadinhas parvas surge, esporadicamente, o "efeito-Marco".

O "efeito-Marco" como é conhecido, resume-se a uma auto-estima algo complexa de tão elevada que é... Na verdade, tenho-me em muito boa conta!

Quando o constrangimento se apodera de alguém que está comigo, é o "efeito-Marco".
Quando o calor se faz sentir em alguém que me acompanha, é o
"efeito-Marco".
Quando um arrepio passa por alguém que me ladeia, é o "efeito-Marco".
Quando alguém tem vontade em estar comigo,
é o "efeito-Marco".
Quando a irritância ganha lugar, é o
"efeito-Marco".
Quando se sentem privilegiados em me ter como amigo, é o
"efeito-Marco".
Quando impressiono, por qualquer que seja o motivo, é o
"efeito-Marco".


O "efeito-Marco" é, por assim dizer, saber que tenho pessoas com quem partilho momentos que de inesquecíveis muito têm, e que tenho quem goste de mim... É por isso que me tenho em muito boa conta!

Está nas mãos de cada um descobrir o seu efeito nos outros... Eu faço-o para ser marcante!


2 comentários:

jo disse...

poderia acrescentar a esses uns quantos efeitos...

Carla Delgado disse...

Eu podia acrescentar muitos Defeitos, mas como até estou bem disposta, nada digo sobre o dito "efeito marco".
Por vezes é melhor ficar se calado
:D